..: Internet :..

4771

 
08/08/2014 14:35:36
   
Rio+Social investirá quase R$ 900 milhões em áreas pacificadas
O prefeito Eduardo Paes anunciou, nesta sexta-feira (08), na Rocinha, que o até então conhecido como UPP Social – programa que reúne todas as ações da Prefeitura do Rio nas áreas pacificadas...
Prefeitura do Rio de Janeiro
agenciario.com


O prefeito Eduardo Paes anunciou, nesta sexta-feira (08), na Rocinha, que o até então conhecido como UPP Social – programa que reúne todas as ações da Prefeitura do Rio nas áreas pacificadas – dá lugar, a partir de agora, ao Rio+Social, em que tem como prioridades a Educação, a Saúde e a Urbanização em todas as comunidades da cidade.

Paes também lançou a pedra fundamental da nova unidade escolar que será construída no terreno do Ciep Dr. Bento Rubião, na região. Com sete salas de aula, espaço integrado com biblioteca e sala de informática, laboratório de ciências e parque infantil, a unidade atenderá 250 alunos por turno. A obra, orçada em R$ 4,3 milhões, tem previsão para durar 11 meses.

O trabalho do município nessas comunidades tem como foco a ampliação de serviços, a implantação e melhoria da infraestrutura, assim como avanços sociais. O programa municipal vai além da Segurança Pública – é complementar à política de pacificação do Governo do Estado. Nesse sentido, o antigo conceito da UPP Social poderia restringir a dimensão das ações da prefeitura dentro dessas comunidades e dificultar o entendimento da população.

Nos próximos dois anos, o Rio+Social vai investir R$ 888 milhões na construção de escolas e Espaços de Desenvolvimento Infantil (EDIs), Clínicas da Família e em obras de urbanização e infraestrutura para beneficiar cerca de 770 mil moradores que vivem em 30 regiões pacificadas da cidade. O pacote faz parte do que o prefeito Eduardo Paes instituiu como serviços prioritários nestas regiões, que são: Educação, Saúde e Urbanização. O volume de recursos deverá se tornar ainda maior com a definição de novos projetos que vão incrementar a logística de coleta de lixo e os serviços de conservação nestes locais.

Este investimento anunciado garantirá a construção de 34 novas unidades escolares e a ampliação de 19 unidades já existentes de Ensino Fundamental e Educação Infantil pelo programa Fábrica de Escolas do Amanhã até 2016. Só a Maré receberá 13 escolas e 6 EDIs novos e 7 escolas e 1 EDI ampliados, um total de 27 unidades. Essas construções também atenderão a reorganização das unidades em Espaço de Desenvolvimento Infantil, Primário e Ginásio. Batan, Jacarezinho, Manguinhos e Maré serão áreas beneficiadas com a ampliação da rede de Educação.

Para reforçar o compromisso da Prefeitura com as comunidades pacificadas, uma nova escola será inaugurada na Rocinha e terá capacidade para receber 500 alunos. O prédio ocupará a área ao lado do CIEP Bento Rubião e contará com sete salas de aula, espaço integrado de Biblioteca/Sala de Informática, Laboratório de Ciências, dentre outras dependências. O valor da obra está orçado em R$ 4, 3 milhões.

Nos serviços de urbanização, o grande projeto será a continuação do “Morar Carioca”. Os recursos previstos até 2016 somam R$ 286 milhões. Doze das 124 comunidades que receberão as obras em toda a cidade estão em áreas pacificadas: Barreira do Vasco/Tuiuti, Caju (Vila do Mexicano), Chapéu Mangueira/Babilônia (Leme), Complexo da Penha (Vila Cruzeiro/Cariri), Complexo do Alemão (Baiana, Adeus, Piancó), Manguinhos (Vila Arará), Rocinha (Vila Parque da Cidade), Turano (Unidos de Santa Teresa, Santa Alexandrina, Vila Alexandrina, Paula Ramos, Parque Rebouças), Vidigal (Chácara do Céu) e Vila Kennedy (Alto Kennedy). Macacos e Tabajaras/Cabritos estão com projetos em andamento e previsão de obras para o primeiro semestre do ano que vem, mas ainda sem valor estimado. O Morar Carioca envolve um amplo processo de planejamento urbano que vai além de garantir o acesso à moradia com as melhorias habitacionais nos domicílios das áreas beneficiadas. Ele também prevê a implantação de infraestrutura, equipamentos e serviços e incorpora a implantação de um sistema de manutenção e conservação das obras, controle, monitoramento e ordenamento da ocupação e do uso do solo.

No setor de saúde, os recursos disponibilizados vão permitir a construção de 15 novas Clínicas da Família (CF) em 12 áreas pacificadas. Três delas serão erguidas no Complexo da Maré e duas na Cidade de Deus. Andaraí, Barreira do Vasco/Tuiuti, Complexo do Alemão, Complexo do Lins, Escondidinho/Prazeres, Macacos, Mangueira, Providencia, Turano, Vidigal e Vila Kennedy também receberão uma CF cada. Isto vai permitir que no prazo de dois anos, o programa Estratégia Saúde da Família (ESF) chegue a 100% de cobertura em 23 regiões que receberam a pacificação, hoje a cobertura já é total em 12 delas.


Visualização da matéria no veículo de origem
A manutenção/permanência das matérias nos veículos de origem não é de responsabilidade da Video Clipping, e sim dos respectivos sites e Agências de Notícia.